Novidades para a gestão dos Municípios

por Assessoria de Comunicação — publicado 19/05/2017 09h52, última modificação 14/06/2018 14h17
A Marcha é o maior evento político do mundo em número de autoridades presentes, promovida pela Confederação Nacional de Municípios (CNM). A Presidente France Vasconcelos participou durante todos os dias de congresso para trazer mais atribuições para a gestão do Legislativo Municipal.

A 20ª edição da Marcha em Defesa dos Municípios, no Distrito Federal, ocorreu durante essa semana entre os dias 15 a 18 e teve a participação da Presidente France Vasconcelos durante todos os dias de congresso para trazer mais atribuições para a gestão do Legislativo Municipal.

Nas palavras de Paulo Ziulkoski, Presidente da Confederação Nacional de Municípios, “O novo Brasil precisa iniciar revisando a base que sustenta esta Federação, enfrentando a crise dos Municípios”.

A Marcha é o maior evento político do mundo em número de autoridades presentes, promovida pela Confederação Nacional de Municípios (CNM). O evento tem o objetivo de reunir representantes do Governo Federal e dos municípios para debater sobre a redução do custeio das máquinas públicas e repasses financeiros condizentes com as competências estabelecidas pelo Pacto Federativo. Com o tema O Brasil em Reformas, a Marcha debateu as reformas que vêm sendo amplamente discutidas no Congresso Nacional.  No legislativo municipal, os vereadores puderam participar de um Fórum para discutir questões essenciais aos Municípios.

Entre os destaques apontados pelos municipalistas estão os avanços obtidos em relação à pauta de reivindicações dos Municípios, como a assinatura de medida provisória que possibilita o parcelamento da dívida previdenciária dos entes locais em 200 meses – com 80% de desconto nos juros e 25% na mora e na correção monetária, “sendo estas as melhores condições dos últimos 20 anos”, destaca a Carta de Encerramento da Marcha. Ziulkoski destacou que mais de R$ 30 bilhões, de uma dívida de R$ 76 bilhões, serão abatidos por meio dessa medida.

A Marcha também foi palco de importantes lançamentos para as administrações municipais. A fundação do Movimento Mulheres Municipalistas (MMM) foi um dos momentos auges da Marcha. Idealizado pela primeira-dama da CNM, Tânia Ziulkoski, e tendo como signatária uma das fundadoras da entidade, Dalva Cristofoletti, a cerimônia teve a participação de representantes de organismos internacionais e de mulheres líderes da política brasileira. A inauguração da nova sede da entidade marcou um momento igualmente emocionante.

Leia mais sobre a Carta de Encerramento: https://goo.gl/7mtOk2

registrado em:
error while rendering plone.comments